A Demanda por Opiáceos Sintéticos na América do Norte


A demanda por opiáceos sintéticos continua a assistir a um declínio na América do Norte. De acordo com uma nova pesquisa da PMR - Persistence Market Research, o mercado dos EUA representa US$ 75 bi em opiáceos sintéticos com uma lerda e crescente demanda de 2,4% no período entre 2016 e 2024. 

Existem crescentes preocupações sobre a natureza viciante dos opióides. Combinado com o abuso de drogas levou à queda nas vendas. De acordo com o CDC - Centers for Disease Control and Prevention - cerca de 33.000 americanos morreram de overdose por opióides em 2015. A agência também informou que quase metade dos pacientes não cancerosas que receberam prescrições de opióides por um mês, continuam dependentes dos comprimidos por ainda um ano. Além disso, os efeitos colaterais dos opiáceos sintéticos incluem a redução da libido, dificuldades urinárias, perda de apetite e crises de tonturas. Esses fatores também influenciam negativamente as vendas. 


Principais Tendências

As principais companhias farmacêuticas estão fazendo parcerias com prestadores de serviços de gestão de dor para impulsionar as vendas, O foco no desenvolvimento de variantes que não causem dependência está crescendo. Com os principais players alterando suas formulações, embalagens e medicamentos, as empresas farmacêuticas vêm promovendo seus produtos inovadores para reduzir a concorrência dos fabricantes de genéricos. O plano da Drug Enforcement Administration para reduzir a quantidade de analgésicos opiáceos fabricados nos EUA em 25% pode impactar significativamente as vendas num futuro previsível. 

O estudo do mercado de opiáceos sintéticos na América do Norte pela PMR revelou que apenas 18% dos opióides são obtidos com médicos licenciados. O relatório também descobriu que o aumento das regulamentações governamentais e cortes do DEA podem reduzir o acesso não autorizado. 

Os opióides semi-sintéticos continuam a testemunhar forte demanda, representando uma participação de quase 92% em 2016. Os opiáceos semi-sintéticos mais vendidos são a hidrocodona, oxicodona e buprenorfina

No manejo da dor permanece a aplicação dominante dos opiáceos sintéticos, respondendo por mais de 90% da parcela de receitas geradas no mercado em 2016. São avaliados em mais de US$ 67 bilhões em 2016, e espera-se que o uso de opiáceos sintéticos para o controle da dor cresça em 2,3% em CAGR até de 2024.



A disponibilidade de opiáceos sintéticos nos pontos de venda continuarão a influenciar as vendas. O segmento de pontos de venda permanecem dominantes na distribuição de opiáceos sintéticos, respondendo por quase 66% da receita em 2016. Em 2020, US$ 55 Bilhões de opiáceos sintéticos serão vendidos através de lojas de varejo na América do Norte. 

Os EUA continuam na vanguarda da demanda global por opióides, dominando o mercado de opiáceos sintéticos na América do Norte. A prescrição do Canadá - 9,9% em 2016 - deverá atingir 10,6% até 2026. 

principais companhias farmacêuticas perfilados no relatório pela PMR incluem: Purdue Pharma, Pfizer Inc., Janssen Pharmaceuticals Inc., Teva Pharmaceuticals, Endo Pharmaceuticals plc, Westward Pharmaceuticals, Mallinckrodt Pharmaceuticals, Mylan NV, Impax Laboratories Inc. e Indivior plc.








#Buprenorfina #CAGR #Endo #hidrocodona #ImpaxLaboratories #Indivior #Janssen #Mallinckrodt #MylanNV #Opiáceos #Oxicodona #Pfizer #PMR #PurduePharma #Teva #Westward


Persistence Market Research
Web: www.persistencemarketresearch.com



Comente e compartilhe este artigo!

⬛◼◾▪ Social Media ▪◾◼⬛
• FACEBOOK • TWITTER • INSTAGRAM  • TUMBLR   GOOGLE+   LINKEDIN   PINTEREST

⬛◼◾▪ Blogs ▪◾◼⬛
• SFE®  • SFE Tech®  • SFE Terms®  • SFE Books®  • SFE Biography®
⬛◼◾▪ CONTATO ▪

Vitrine

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...