Views

Receba ESTE conteúdo por e-mail sempre que publicarmos:

Receba ESTE conteúdo por e-mail sempre que publicarmos:

Email

Uber dos Médicos - App Dokter


Plataformas digitais, como a Dokter, utilizam um modelo parecido com o do Uber: a pessoa se cadastra, aponta sua localização pelo celular e chama o profissional. O aplicativo então aciona o Pediatra mais próximo para o atendimento. O Médico telefona para a família e faz uma triagem para saber o estado geral da criança.

Se for uma emergência, orienta os pais a levarem ao hospital. Se o caso for considerado de baixa complexidade (gripe comum, uma otite ou outra virose, por exemplo), a consulta domiciliar é agendada para uma hora depois, em média.

Em São Paulo, o custo da primeira consulta é de R$ 197. Em Brasília, varia de R$ 300 a R$ 400, dependendo do horário. "Está difícil ir a um pronto-socorro de pediatria e não ficar quatro horas esperando. A ideia [com o aplicativo] é esperar pouco por uma consulta que demande o tempo necessário", afirma o cirurgião Marco Antonio Venturini, criador do aplicativo Dokter.

A pediatra Fernanda Trolezi, da plataforma Dr. Vem, afirma que 80% dos casos são de baixa complexidade e podem ser resolvidos no atendimento em casa (ou no consultório médico). "No PS, você acaba tendo contato com outros tipos de doença, sem contar o próprio H1N1. Você pode estar com qualquer tipo de gripe e sair de lá com H1N1".

Outra vantagem do atendimento em casa é que a criança fica menos estressada. No final da consulta domiciliar, o Médico gera um relatório que é compartilhado com o Pediatra da criança. A maioria dos perfis dos Médicos que atuam na plataforma parecem ser de jovens entre 28 e 35 anos que já têm experiência prática em hospitais, mas que ainda não dispõem de consultórios privados.

Estes perfis profissionais estão em fase de transição e procuram maior qualidade de atendimento do que aquela dispensada nos prontos-socorros. Mas também há profissionais com horas livres no consultório que têm interesse em atuar nestas plataformas.


Acompanhamento

Bráulio Luna Filho, secretário do Cremesp (Conselho Regional de Medicina), diz que ainda não houve questionamentos ou reclamações à entidade sobre os serviços de médico em casa. Afirma que, desde que o médico faça um bom atendimento e obedeça os preceitos éticos, não vê problema na expansão dessa modalidade de atendimento.

A plataforma informa que faz checagem sobre a vida profissional de cada Médico (verificam se tem processo no Cremesp, por exemplo) que atende por meio da plataforma. 


Consultas


No geral, o valor da consulta varia entre R$ 250,00 a R$ 500,00, dependendo da especialidade Médica e a região em que será realizado o atendimento. O pagamento é realizado apenas através de cartão de crédito que o Cliente cadastra no aplicativo.


Do valor pago ao Médico pela consulta, os aplicativos retêm cerca de 15%. Já as operadoras do cartão ficam com 4%, correspondente à taxa de uso.


Tanto para Médico quanto para Paciente aderirem aos aplicativos, ambos podem realizar o download e criar uma conta gratuitamente. Assim que cadastram as informações básicas, o Cliente deverá inserir qual especialidade precisa, seus sintomas, escolher o Médico que o atenderá e salvar as informações do cartão para pagamento.

Quanto ao Médico, após inserir os dados básicos, ele precisará digitalizar cópia dos diplomas e especializações, que serão analisados, validados e certificados.



Praticidade

Em relação ao diferencial desses aplicativos, a praticidade é o principal atrativo para os Clientes.

Cada vez mais apps estão caindo no gosto do público porque as emergências e os hospitais estão sobrecarregados, seja no setor público ou no privado, e esses apps oferecem a solução para o problema, com atendimento rápido, sem perder eficácia.


Concorrência

Este tipo de atendimento veio somar. Não causando conflitos com os planos de saúde. Os aplicativos atendem doenças de baixa e média complexidade. Se há a necessidade de um acompanhamento mais específico, o Médico encaminha o Paciente para o hospital.


Regra de acesso aos prontuários dos pacientes

Para que tais apps fossem regularizados, o CFM - Conselho Federal de Medicina - impôs algumas condições fundamentais.

A primeira delas é a de que o Médico seja registrado no CRM - Conselho Regional de Medicina - do estado onde vai atuar. Também é necessário que o profissional tenha registro da sua especialidade.

O órgão ainda exige que o Médico elabore um prontuário (relatório) de cada consulta, que ficará armazenado pelo aplicativo para futuras consultas. Nesse caso, é importante frisar que apenas os Médicos responsáveis pelo atendimento anterior e os que vão realizar a consulta têm acesso aos documentos do paciente.

Por fim, o CFM proíbe que o profissional se autopromova no aplicativo, expondo o preço das consultas, avaliações de outros clientes ou use algum outro artifício que caracterize o que órgão chama de concorrência desleal com os demais profissionais.


Temor

Entre as determinações apresentadas pelo CFM para regularizar o uso dos aplicativos, uma em especial vem gerando desconfiança entre os especialistas: O armazenamento dos prontuários não ficou clara. Não sabemos o nível de segurança desses aplicativos para administrar os prontuários. Esses aplicativos também não pedem autorização do paciente para reter o prontuário na base de dados aplicativo, o que deveria ser feito.


Vantagens

O atendimento domiciliar torna a medicina muito mais humanizada, minimizando o impacto da chamada mercantilização da medicina, que a tem tornado um comércio sem fronteiras onde clínicas populares disponibilizam consultas com preços abusivos e um número de atendimentos muito alto em um curto espaço de tempo, limitando a relação médica com o Paciente.


Endereço:
Deixe seus comentários, compartilhe este artigo!

⬛◼◾▪ Social Media ▪◾◼⬛
• FACEBOOK • TWITTER • INSTAGRAM  • TUMBLR   GOOGLE+   LINKEDIN   PINTEREST

⬛◼◾▪ Blogs ▪◾◼⬛
• SFE®  • SFE Tech®  • SFE Terms®  • SFE Books®  • SFE Biography® 
⬛◼◾▪ CONTATO ▪

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...